domingo, 14 de fevereiro de 2010

O estádio de futebol " Maracanã "

Vista atual do Estádio de Futebol do Maracanã - Estádio Mário Filho

O Estádio do Maracanã.

Destaquei em postagem anterior o primeiro edificio construido no mundo com maior altura,construido em concreto armado , o edifício A Noite, por sua razão histórica para a engenharia , e pela evolução da construção no Rio de Janeiro e no Brasil. Era o final da década de 1920 iniciando a década de 30.

Ao final da década de 1930 e início da decada de 40 apresentamos o edifício da Central do Brasil e o edificio do Comando Militar do Leste, porém com ênfase para o da Central do Brasil por sua razão histórica.

Nesta postagem vamos avançar para meados da década de 1940, precisamente em 1948 quando começou a construção do Maracanã. Considerado o maior estádio do mundo, por muitos ainda nos dias de hoje , porém dependerá da ótica em que se análisará. Prefiro me ater a simplicidade da segurança observando a quantidade de pessoas que pode receber com conforto.

Segundo o site da Wikipédia em Português leremos na página :

http://pt.wikipedia.orgwikiAnexo:Lista_dos_maiores_estC3%A1dios_de_futebol_do_mundo

"A lista dos maiores estádios de futebol do mundo é controversa, e pode apresentar variações de acordo com as referências adotadas. Aqui é apresentada uma relação com base nos dados do site World Stadiums. Foram considerados estádios usados exclusivamente para futebol e estádios multi-uso (estádios de futebol americano que eventualmente são adaptados para o futebol europeu, por exemplo, não foram considerados). Estão listados os 100 maiores estádios do mundo, mais os 30 maiores estádios brasileiros, os 20 maiores estádios portugueses, e os estádios de Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste com mais de 10.000 lugares. "

Neste site poderá o leitor satisfazer sua curiosidade.O Estádio do Maracanã está classificado em décimo lugar na capacitação da lotação para 92000 pessoas. A construção do estádio torna-se interessante para a nossa engenharia pelo volume de concreto a ser produzido,pelo gigantismo da obra e pelo grande balanço , aqui chamado de gigante, que apoia a laje de cobertura .


Boa parte do projeto teve a mão de seis engenheiros brasileiros, sendo a obra executada por um consórcio de quatro construtoras. O estádio do Maracanã tem 195,600 m2 de área de construção (incluindo anexos). Consumiu cerca de 500 mil sacos de cimento, 10,000 t de aço e 7,730,000 horas de serviços de engenharia construtiva. A administração é da Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro – SUDERJ – .

O Estádio durante a construção

O Estádio durante a construção , já bem mais adiantado

Nessa década ainda produzíamos cimentos e aços cujas resistências eram bem inferiores aos produzidos nos dias de hoje, podemos dizer sem errar, que as resistências dos materiais usuais da época disponíveis ao construtor comum eram a metade do que podemos obter hoje. Com esses materiais nossos engenheiros, técnicos e trabalhadores da construção, de 1949 a 1950 chegando a um total de 3500 homens construiram esse belo estádio que é referência ainda nos dias de hoje.

Devido a Copa do Mundo de 1950 , o Presidente Eurico Gaspar Dutra se empenhou nesta realização e em sua administração construiu e inaugurou este estádio , o qual recebeu mais tarde o nome do jornalista Mário Filho, que se destacou e se empenhou jornalìsticamente em defesa da sua construção .

Hoje com a proximidade de 2014 , o Brasil sediará esta nova Copa , arquitetos já falam da erradicação desse monumental estádio , colocando-o em segundo plano para um novo projeto na periferia da cidade. Outros arquitetos projetam remodelações.

Outros dirigentes até defendem a causa radical da demolição dizendo que está obsoleto e já cumpriu o seu papel. Será? Os arquitetos que participaram da sua concepção gostariam disso? O projeto arquitetônico foi defendido por uma equipe de arquitetos cujos nomes foram :Waldir Ramos, Raphael Galvão, Miguel Feldman, Oscar Valdetaro, Orlando Azevedo, Pedro Paulo Bernardes Bastos e Antônio Dias Carneiro.

Os arquitetos Miguel Feldman e Antonio D. Carneiro diante da Maquete em 16.6.1949

Observação atual ( 26.04.2011 )


Graças a Deus nesta data o Maracanã já está em remodelação para a Copa do Mundo de 2014. os temores mencionados nos parágrafos anteriores foram superados. 

A estrutura do Maracanã terminou em 1950 porém as obras finais de acabamento só terminaram em 1965, justamente no govêrno , a época Estado da Guanabara, de CarlosLacerda que além de vereador e jornalista em 1948 foi o inimigo da construção daquele estádio no bairro do Maracanã, êle defendia que o estádio deveria ser construido em Jacarépaguá outro bairro do Rio de Janeiro, na época bem despovoado.


Maracanã nos anos 50, vê-se a ausência do acabamento da construção.

De qualquer forma Carlos Lacerda foi mais Brasileiro, suplantou seus antagonismos passados e terminou esta obra dando prova de sua brilhante personalidade. O Rio de Janeiro em 1965 fazia 400 anos de fundação e foi motivo de muita exaltação da mídia na época.

Dessa forma , uma obra gigantesca fora feita de uma maneira muito rápida, ficou 15 anos com a estrutura sujeita as intempéries, de 1950 a 1965 e com o mar próximo desse gigante.

Passados então 50 anos de sua vida apresentou sintomas da idade madura e obras de recuperação estrutural foram realizadas de 1999 a 2001.


Maracanã antes da grande restauração de 1999 a 2001

Maracanã durante a época da recuperação em 2000

Após os 50 anos do Maracanã foram detectadas falhas patológicas nos gigantes, nas lajes de cobertura apoiadas nos gigantes, nas vigas das lajes dessas coberturas, nas rampas externas-monumentais- e nas ramps internas de acesso as arquibancadas , nas vigas de bordo da região das cadeiras e arquibancadas.


Recuperação do gigante

Recuperação do gigante na cobertura, vê-se as vigas da cobertura já restauradas


Defeito na laje da cobertura

Recuperação de pilar da rampa

Já as lajes inclinadas das cadeiras e arquibancadas demonstraram alto indice de preservação de desempenho estrutural.

Em 2007 para a fase dos jogos Pan Americanos o Estádio passa por grande transformação fazendo obras de recuperação de seu lay out, modernizando o Estádio aos tempos atuais.


Montagem
A fotografia montada mostra o layout antes e depois dos jogos Pan Americanos
Interessante trecho da matéria publicada pelo site globoesport.com :

http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://globoesporte.globo.com/ESP/Home/foto/0,,13750026-EX,00.jpg&imgrefurl=http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/Fluminense/0,,MUL337409-4284,00.html&h=425&w=600&sz=40&hl=pt-BR&start=18&sig2=EDeD0OLF6BhArA6CtsrCBA&usg=__nFScHCT5aVbt0r6pKJX3Ut9b1e8=&tbnid=cJt9pMxqOIf40M:&tbnh=96&tbnw=135&ei=80kDSYekBobc1gau3oy0Dg&prev=/images%3Fq%3DMaracan%25C3%25A3%26gbv%3D2%26hl%3Dpt-BR%26client%3Dfirefox-a%26rls%3Dorg.mozilla:pt-BR:official%26sa%3DG
"Naquele ano, o Maracanã deixou de ser o maior do mundo, perdendo o posto para o estádio Azteca, no México. Seis anos depois, passou pela segunda grande reforma. Entre 2005 e 2006, foi fechado para que voltasse com estilo no Pan-Americano de 2007.
Reaberto no ano dos Jogos, teve o campo rebaixado para que a geral desse lugar a mais cadeiras azuis - as inferiores. Terminava ali a era dos geraldinos, considerados por muitos como os maiores símbolos do estádio. Com isso, a capacidade diminuiu para 90 mil pessoas. O placar eletrônico foi trocado, e telões coloridos foram instalados por trás dos gols. ...................... "
Enfim estas obras já foram realizadas e o gigante Maracanã está pronto para nova temporada de vida para satisfação da engenharia brasileira.

Anfermam

Nenhum comentário:

Postar um comentário